RSS
 

MUNDO DE HOJE

Benedicto Ismael C. Dutra
17/02/2015



Em artigo publicado na Folha o professor Luli Radfahrer examina dois livros para a compreensão dos loucos anos em que vivemos no mundo de hoje.

O fato é que as instituições e a ordem política derivam da sintonização da humanidade. Durante séculos permanecemos sob o domínio da Igreja. Após a eclosão das guerras do séc. 20, houve uma guinada para o poder do Estado, que foi transferido para o poder do dinheiro. O Estado deveria zelar pela ordem, pela paz e o equilíbrio entre as nações, sem se envolver nas atividades econômicas. Os empresários deveriam organizar a produção de bens e gerar empregos. A população em geral deveria buscar o autoaprimoramento humano. Mas o materialismo e financeirismo se tornaram dominantes. Tudo foi evoluindo em função do dinheiro e das cobiças. Somos todos responsáveis pela atual situação mundial, pois a sintonização permanece distante do espiritual, da vida real, e tudo que surge já vem contaminado com o germe da decadência e destruição pela ausência da participação do espiritual, a verdadeira essência humana.

Fonte: Folha




Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.