RSS
 

DESTRUIÇÃO DE ESCOLAS

Benedicto Ismael C. Dutra
00/00/0000



A Escola Amadeu Amaral funciona num prédio amplo tombado pelo patrimônio histórico. A escola foi fundada em 1909 e por ela passaram milhares de alunos e dedicados professores, mas a nova geração perdeu o referencial e não sabe mais dar valor a essas coisas tão importantes da vida, preferindo agir com irresponsabilidade destrutiva.

Quando li a notícia de que alunos tinham depredado a escola eu não queria que fosse verdade. Mas estava escrito de forma bem clara: alunos brigam e depredam a Escola Estadual Amadeu Amaral, uma das mais antigas de São Paulo, situada no bairro do Belém e que no passado foi um esteio da boa formação escolar da criançada do bairro, transformando-os em cidadãos de valor, aptos a cuidar da própria vida e dar a sua contribuição para o engrandecimento do país.

As escolas foram construídas para dar bom preparo aos alunos. Quando surgiam noticias como essa, procedentes de bairros afastados, desprovidos dos recursos mais essenciais, achávamos que a rebeldia era uma forma de protesto pelas precárias condições de vida, no entanto, o acontecimento em um bairro tradicional, tão próximo ao centro, surpreende e choca. Aonde vamos parar com esse progressivo aumento da falta de respeito e consideração com o próximo e com os bens públicos que não nos pertencem, e por isso mesmo devem ser conservados para as gerações futuras.

Dizer que a escola está passando por uma séria crise na sua função é apenas um dos lados da questão. De fato, há uma séria crise rolando na sociedade humana como um todo. De todos os lados chegam noticias de conflitos e tragédias. Há o risco de uma recessão no ar em seqüência à crise financeira iniciada nos Estados Unidos, afetando os empregos e a vida.

No Brasil temos uma enorme população de adolescentes despreparados para a vida. As famílias se desestruturam, os pais não conseguem motivar os filhos a se prepararem adequadamente, isso leva a escola a assumir responsabilidade ainda maior, exigindo dos professores esforço e dedicação como em nenhuma outra época. Mas os alunos devem aprender a respeitar os mais velhos e terem disciplina.

Os estudantes e os professores precisam transformar o querer em ação, o “querer” aprender, e o “querer” ensinar, O essencial é a força de vontade, pois sem isso nenhuma outra condição produzirá melhoras sensíveis na qualidade do ensino e no nível do aprendizado. A vontade é de fundamental importância, ela é o que nos move na conquista do querer. Atualmente em seu estado letárgico, as pessoas vão se acomodando sem exercer a força de vontade própria, vivendo como máquina sem motivação para crescer como ser humano.

O preparo para a vida é fundamental, pois através dele os jovens adquirem a capacitação mínima para aprender uma profissão, habilitando-se para ingressar no mercado de trabalho, é preciso saber fazer as tarefas. A falta do bom preparo das novas gerações tem sido apontada como um dos principais entraves para o progresso do país. No entanto, temos oferecido aos jovens uma visão caótica do mundo. Eles estão perdendo o hábito de ler e se alimentam das imagens e sons desarmoniosos projetadas nas telas, perdendo a esperança de que um mundo melhor seja possível. Incapazes para uma ação realizadora, partem para o “quanto pior melhor” como forma de extravasar a sua revolta e incompreensão.

O mundo está entrando numa crise brava, a situação não está para brincadeira. Ou os seres humanos adquirem uma consciência humana, agindo como tal, construindo um mundo em constante melhora, ou estaremos vivendo num o inferno, como já mostram muitas evidências na cidade do Rio de Janeiro, atualmente transformada em modelo mundial de decadência.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.