RSS
 

Contentamento e harmonia

Benedicto Ismael C. Dutra
12/06/2016



 Num mundo marcado pelos desencontros, temos de ser fortes e cultivar a alegria de viver. Estamos enfrentando uma época repleta de asperezas e dificuldades. As trevas dos erros humanos exercem forte domínio. A situação tende a piorar, pois a reciprocidade envia os seus golpes para todos os lados. É preciso ser forte, superar as dificuldades.

Para preservar a harmonia e manter o bom funcionamento das equipes torna-se indispensável fortalecer a consideração humana. Eliminar as brigas. Buscar a reconciliação amistosa, estendendo a mão ao companheiro. Eliminar a inveja, o rancor e a vaidade, a mania de sempre ter razão, o querer saber melhor. Sem bondade não se constrói nada duradouro.

Temos de estar atentos nas formas de pensamentos que estão sendo geradas. Evitar desentendimentos. Manter a serenidade. Não deixar que a mágoa ou a irritação encontrem brechas. Somente alegria e serenidade poderiam ter entrada em nosso ambiente. Formas de contentamento são o que há de melhor para embelezar a vida, propiciando equilíbrio emocional e saúde.



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.