RSS
 

Jesus e o filho do homem

Benedicto Ismael C. Dutra
26/12/2016



 A humanidade havia se desnaturado tanto que o planeta Terra corria o risco de ser destroçado, pois os humanos bloqueavam o seu espírito, não mais ouviam a voz interior e permitiam que a sua vontade mental, presa ao espaço e tempo, fosse dominante, arrastando esta parte da Criação para os baixios trevosos. Por um ato de amor, o Criador Todo Poderoso destacou uma parte de si e a enviou para a Terra. Mas, para a atuação na matéria, essa centelha divinal necessitava de um corpo. Maria foi agraciada com essa missão. A geração ocorreu em conformidade com as leis naturais da Criação. O livro Jesus o Amor de Deus narra com clareza esse acontecimento. Mais tarde Jesus diria: “que importa quem tenha sido o pai terreno se fui enviado pelo Pai Celestial que concede a vida aos seres humanos”. José, o carpinteiro, foi o pai amigo de Jesus.
 
Com a recusa dos ensinamentos de Jesus e sua crucificação, a humanidade decaída afundou ainda mais. Os discípulos foram para Roma onde posteriormente ocorreram grandes desvirtuamentos da missão de Jesus e o recrudescimento de conflitos religiosos. Por outro lado, surgiram terríveis infâmias sobre a origem de Jesus, desenvolvidas por mentes tacanhas que afastavam a humanidade ainda mais do real saber, fortalecendo o apego ao materialismo. Mateus foi o causador de grande confusão, pois Jesus havia dito que abandonado o corpo terreno, retornaria ao Pai e não voltaria a este planeta, mas que o Filho do Homem, o Espírito Santo, traria a Luz da Verdade e o remate da colheita, as consequências das ações, o Juízo Final da humanidade.
 
“Desde o crime contra o Filho de Deus, o portador da Verdade, Jesus de Nazaré, pesa como que uma maldição sobre a humanidade, por esta não haver reconhecido devidamente a mais importante das profecias para os seres humanos, encontrando-se frente a isso ainda hoje inconsciente, como se tivesse uma espessa venda diante dos olhos. A consequência medonha disso será que grande parte das criaturas humanas passará cambaleando pela única possibilidade de sua salvação da condenação, ao encontro da destruição. Trata-se da profecia da vinda do Filho do Homem, dada como estrela de esperança e, não obstante, também como severa advertência, pelo Filho de Deus, sob os ataques constantes das massas, que por se encontrarem nas trevas logicamente tinham de odiar o portador da Verdade”. (Mensagem do Graal, de Abdruschin. Desfaz todos os mitos sobre a vida de Jesus e apresenta os ensinamentos dados por ele sob a Luz da Verdade).
 



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.