RSS
 

Cultivar a boa convivência

Benedicto Ismael C. Dutra
08/09/2017



 Nós não somos seres isolados. O viver se faz em conjunto através da convivência que deveria ser boa, mas muitas vezes se torna desagradável. Todos nós necessitamos de amizade e reconhecimento, da delicada consideração que vai sendo perdida pelo egoísmo e enrijecimento. O sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Bauman (1925 -2017) escreveu sobre o mundo líquido, transitório, sem consistência. Os tempos são “líquidos” porque tudo muda tão rapidamente, inclusive a disposição das pessoas. Nada é feito para durar, para ser “sólido”. Vai se perdendo a esperança de melhora na convivência e nas condições gerais. 
 
Na vida atual parece como se todos os dias passasse um trator solapando a empatia e as afinidades humanas, prevalecendo cada vez mais a frieza nos relacionamentos, a falta de consideração e o “cada um para si” na luta pela sobrevivência em que a vida se transformou. Há também a falta de humildade de uns que se julgam melhores que os outros. E no dia seguinte começa tudo de novo, aborrecido, um pouco pior. As pessoas se aborrecem quando acham que o outro está vivendo muito melhor do que elas e nada fazem para melhorar a convivência, vivenciando a alegria do encontro. Nesse contexto, o egoísmo é o dominador do cérebro humano, ele atordoa a vontade boa. Precisamos estabelecer um alvo nobre que tenha como prioridade o aprimoramento humano. 
 
Na Mensagem do Graal, Abdruschin indica a forma de escapar das garras do egoísmo e assim permanecer casto, evoluir e obter convivência sincera e benéfica com o próximo: 
 
“Todo aquele que ao agir reflete que não deve causar dano a seu semelhante, o qual nele confia, nem empreender nada que possa oprimi-lo, então acabará agindo sempre de forma a permanecer espiritualmente sem carga de culpas e por essa razão poderá realmente ser chamado casto! Sois a levedura. Aspirai a convicção!”.
 



Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, faz parte do Conselho de Administração do Prodigy Berrini Grand Hotel e é associado ao Rotary Club de São Paulo. É articulista colaborador de jornais e realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros: “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”;“2012...e depois?”;“Desenvolvimento Humano”; “O Homem Sábio e os Jovens” ,“A trajetória do ser humano na Terra – em busca da verdade e da felicidade”; e “O segredo de Darwin - Uma aventura em busca da origem da vida”(Madras Editora). E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7
Enviar um Comentário:

Nome:
Email:
  Publicar meu email
Comentário:
Digite o texto que
aparece na imagem:

Vida e Aprendizado 2011.
Reproduçao total ou parcial do conteúdo deste site deverá mencionar a fonte.